0141 – A arte de Laurie Lipton

A ARTE DE LAURIE LIPTON

Americana e radicada em Londres, Laurie Lipton é uma artista plástica contemporânea, suas obras contestam o mundo moderno, abrindo espaço para o terror e o existencialismo que nos assola. Seus desenhos são feitos principalmente a lápis, o que resulta nas cores preto, brando e cinza, que segundo ela, “são as cores das fotografias antigas e antigos programas de TV, cores de fantasmas, saudade, passagem do tempo, memória e loucura”.

LAURIE-LIPTON.jpg

Americana e radicada em Londres, Laurie Lipton é uma artista plástica contemporânea, suas obras contestam o mundo moderno, abrindo espaço para o terror e o existencialismo que nos assola. Ela deixa transparecer por meio de seus desenhos o “eu interior” de forma bizarra, medonha e sádica, chegando a nos causar certo ar de pavor. Seus desenhos são feitos principalmente a lápis, o que resulta nas cores preto, brando e cinza, que segundo ela, “são as cores das fotografias antigas e antigos programas de TV, cores de fantasmas, saudade, passagem do tempo, memória e loucura”.

Laurie se inspirou em Durer, Memling, Van Eyck, Rembrandt e Goya, artistas da idade média e na fotógrafa Diane Arbus, conhecida por suas imagens desconcertantes. Nasceu em Nova York, começou a desenhar aos quatro anos de idade e foi a primeira pós-graduada com honras pela Carnegie-Mellon University, na Pensilvânia, com um grau de Belas Artes em desenho.

A obra mostrada a seguir é uma das minhas favoritas desta artista, não tem título (na verdade ela não costuma intitular suas obras). Neste quadro de Laurie Limpton existe muito além do que podemos imaginar. Por trás desta imagem existe todo um contexto histórico e social.

guernica.jpg

1) Observe que na xícara está estampado “Guernica” de Pablo Picasso, pintada em 1937, uma obra de arte que critica a guerra civil espanhola que aconteceu na pequena cidade de Guernica.

Segundo Picasso, a pintura não deve ser feita para decorar casas, ela deve ser feita como uma arma de ataque e defesa contra o inimigo.

A obra original de Picasso, assim como retratada na xícara, é composta apenas por preto, branco e cinza, cores que nos passam uma sensação de frieza e morbidez. Picasso pintou Guernica em resposta ao bombardeio nazista aéreo à cidade basca de Guernica, durante a Guerra Civil Espanhola, em abril de 1937. A obra tornou-se um símbolo das tragédias e do sofrimento causado pela da Guerra Civil. A violência e a indignação que causou o bombardeio fez com que ele se concentrasse por 5 meses em uma grande tela, quase um mural (350,5 x 782,3). Sua primeira aparição deu-se numa Exposição Internacional sobre a Vida Moderna em Paris, no dia 4 de junho de 1937.

2) A única imagem colorida nesta obra é a televisão. Este artificio é utilizado para enfatizar o que está sendo exibido na programação. Observe que aparecem duas crianças com uma expressão de pavor, aparentemente fugindo de algo, sendo que uma delas possui o braço esquerdo mutilado, este pavor deixa transparecer uma dor insuportável, não apenas física, mas principalmente emocional. Pela situação retratada pode-se imaginar que seja uma guerra ou outro conflito, porém algo mais atual.

3) Na cama alguém está deitado, aparentemente em um ambiente bastante confortável e acolhedor. Guernica, uma das obras mais célebres do mundo (e está entre as principais obras de Pablo Picasso) está estampada em uma xícara. Isso nos mostra um contexto histórico banalizado, sendo a obra de Picasso classificada apenas como um mero ilustrador de objetos domésticos, onde com o passar do tempo não apresenta qualquer relevância para a sociedade.

A pessoa deitada, no conforto de seu lar “segura Guernica” sem conhecê-la, enquanto assiste a uma guerra qualquer em algum noticiário qualquer, totalmente indiferente ao redor, totalmente indiferente a situação do mundo, indiferente ao caos e aos seus resultados. Esta obra não precisa de qualquer legenda, ela por si deixa a transparecer sua temática: A BANALIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA.

Texto feito em parceria como o blog itinerário interno

Para conhecer mais sobre a obra de Laurie Lipton: http://www.laurielipton.com/

© obvious: http://lounge.obviousmag.org/prateleira_do_cuffman/2014/11/a-arte-de-laurie-lipton.html#ixzz3Wle37FvG
Follow us: @obvious on Twitter | obviousmagazine on Facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s